Linhas de pesquisa


Linha 1

Instituições, representação e práticas sociais

Investiga os processos que configuram as relações simbólicas e identitárias no âmbito do Estado e da sociedade, especialmente sob o prisma da cultura e da política. Abarca o desenvolvimento de estudos a respeito do conceito e dos fenômenos de representação social, mediação simbólica, sociabilidade, usos do passado, atuação de elites e disputas de poder. Destacam-se discussões em torno dos processos constitutivos da esfera pública, da visibilidade, da identidade, da imagem e do poder.


Linha 2

Narrativa, memória e sociedade

Investiga a relação estabelecida no entrecruzamento dos conceitos de discurso, narrativa, imaginário, temporalidade e memória. Problematiza-se a construção, circulação e apropriação das memórias individuais/coletivas, em diferentes tempos e espaços. Compreende a análise das diversas linguagens como lugar sócio-histórico de produção e compartilhamento de sentidos, marcado por relações de poder entre os sujeitos/instituições que pleiteiam a legitimidade na narrativa.


Linha 3

Direitos humanos, memória e Justiça de Transição

Investiga a interrelação entre direitos humanos e memória especialmente em um contexto de transição política para regimes democráticos. Articula os estudos dos processos e das instituições sociais, com estudos da teoria da memória e da narrativa para se pensar sobre os efeitos de um trabalho de memória na ação política e na garantia dos direitos humanos, tendo como referência períodos de transição política e a tentativa de se fazer justiça ao passado. Busca demonstrar como toda lembrança, todo esquecimento, toda história narrada em público por um povo tem o poder de condicionar o espaço político vivenciado por esse povo e acaba por vincular suas promessas para o futuro​, seu sistema de direitos humanos e sua relação com a justiça histórica